PETIT COMITÉ

Originais, desenvolvidos por connaisseurs, produzidos em pequena escala e alguns até sem indicação de gênero. Eis as características dos perfumes de nicho, que representam uma fração exclusiva e pouco explorada dentro do universo das fragrâncias.




Na contramão das supergrifes da Perfumaria mundial, existem marcas alternativas que, Independentes ou ligadas a grandes grupos, representam uma tendência de mercado surgida no final dos anos 1990 e início do século 21.

As marcas que atuam em larga escala investem alto em publicidade, contratando celebridades para estrelar campanhas veiculadas em diferentes mídias e com um

enorme esquema de distribuição. Já as grifes que atuam de forma segmentada adotam um marketing mais comedido, porém não menos eficaz e impactante.

Seu sistema de expedição é deliberadamente restrito, o que dá a essas criações olfativas um ar de preciosidade. No lugar de atrapalhar os negócios, a distribuição seletiva é um ponto a favor na Perfumaria de nicho. Como não há a ambição de atingir um número estrondoso de pessoas, os perfumistas têm maior liberdade para elaborar suas criações. Isso também garante uma vantagem a mais: sentir fragrâncias raras, guardadas em locais secretos, à espera de serem reveladas por consumidores privilegiados.

Entre as pioneiras estão marcas como Acqua di Parma, Memo, Roja e Tom Ford.


Confira no meu instagram as particularidade desses e de outros nomes.

@renataashcar



20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo